Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Saúde
Reunião no Gabinete mostra preocupação com mosquitos da dengue em Sombrio

Publicado em 26/04/2021 às 15:19 - Atualizado em 26/04/2021 às 15:19

A Prefeita de Sombrio, Gislaine Cunha, se reuniu com parte de sua equipe de trabalho para discutir questões relacionada ao combate à dengue no município, que precisará de ações novas e mais empenho também da população, nos cuidados do seu pátio, especialmente após uma criança de um ano e nove meses positivar e três bairros estarem em estado de infestação do Aedes Aegypti.

 

Além da enfermeira Luana da Rosa, responsável pelo setor da dengue, participaram da reunião com a prefeita, os Secretários Municipais de Saúde, Rafael da Silva Santos, de Obras, Nego Gomes, e de Serviços Urbanos, Celso de Souza, o fiscal da vigilância sanitária, Edson Schneider, e a coordenadora de Estratégia de Saúde da Família, Aline Inácio.

 

“O objetivo é adiantar nosso plano de combate e estudar meios mais efetivos para este combate. Nossos agentes de endemias estão visitando as casas, orientando, mas em alguns locais as pessoas sequer permitem o acesso deles que vão sempre devidamente identificados. Algumas ações precisam de permissão da regional de saúde, então já saímos com a demanda de realizar esse pedido. Estamos em busca de prevenção e alguns pontos só são autorizados para remediação, o que vem ao contrário do plano municipal de saúde”, comenta a prefeita Gislaine Cunha.

 

Três bairros são considerados infestados com o mosquito transmissor da dengue: Januária, São José e Nova Brasília. “Nós estamos nos esforçando, visitando, orientando, mas essa luta não depende apenas do poder público. As pessoas têm que ter a consciência que seu pátio, se não for bem cuidado, pode ser um foco. E muitas casas que visitamos e não conseguimos entrar, têm pátios completamente fechados, cachorros, ou portões inacessíveis, por isso precisamos ampliar, quem sabe até com o ‘fumacê’, que é feito para eliminar o mosquito, mas precisa de autorização do estado pra ser realizado”, comenta Luana.

 

No dia 8 de fevereiro Sombrio tinha 87 focos do mosquito. Hoje já são 243, números que preocupam e que logo podem tomar uma proporção de infestação no município e não apenas no bairro.

 

“Não escondemos números, nem problemas, porque estamos aqui para combatê-los. E é com transparência e agindo sob os olhares da população que vamos conseguir atingir os objetivos. Por isso reforço o pedido, cuide de seu pátio. Seja um pote, um balde, um brinquedo de criança, uma piscina, todos os pontos de água parada são potenciais focos de algo que pode ali na frente causar danos irreparáveis na sua família”, reforça o secretário Rafael.

 

A médio prazo

 

Um Plano Municipal de Coleta Seletiva de Lixo também foi colocado como objetivo urgente. Hoje, prédios públicos e escolas realizam essa coleta, além de algumas ruas específicas, num plano piloto, mas meios facilitadores foram discutidos na reunião para acelerar o processo.

 

“Há uma dificuldade na questão de resíduos para reciclagem, uma dificuldade de informação e orientação. Para longo prazo, o trabalho na educação também é fundamental. Podemos criar programas para os próximos meses, mas para um futuro mais consciente, para uma solução definitiva, só a educação vai resolver, só as crianças de hoje conhecendo bem os perigos que a dengue pode trazer, conhecendo bem seus direitos e deveres, é que formaremos uma comunidade mais consciente de que o cuidado é para sua vida, sua saúde e a de seus familiares, amigos e vizinhos”, conclui a prefeita.